Anestesia

Quais são os tipos de anestesia utilizadas em crianças com doenças oculares?

Existem dois principais tipos de anestesia: local e geral. A anestesia local consiste em adormecer a área ao redor do local a ser operado aplicando ou injetando agentes anestésicos. Por exemplo, os dentistas usam anestesia local injetando lidocaína na área do dente a ser operado. O paciente ainda está acordado, capaz de se mover e está ciente do procedimento. Na anestesia geral o paciente adormece e reduz/elimina a possibilidade de movimento durante o procedimento. O paciente não está ciente e não tem nenhuma dor.  As crianças quase sempre precisam de anestesia geral para qualquer cirurgia. Isso é necessário para que a criança fique completamente imóvel e a cirurgia pode ser realizada com segurança e eficácia. A anestesia geral às vezes é necessária para um exame completo de uma criança que é não cooperativa na consulta ambulatorial. Os procedimentos menores de pálpebras podem ser feitos sob anestesia local, mas isso exige que o paciente permaneça firme e cooperativo.

Como a anestesia é administrada a crianças?

A anestesia geral, geralmente, é administrada nas crianças em dois estágios. Primeiro, é administrada uma droga relaxante que faz com que a criança adormeça. Este medicamento, normalmente, é um gás inalado através de uma máscara facial. Muitas crianças apresentam agitação motora antes do relaxamento muscular.  Uma punção venosa geralmente é realizada depois que a criança está dormindo.

Para a maioria dos procedimentos oculares, um tubo endotraqueal ou máscara laríngea são colocados na traquéia para permitir que o anestesista controle e apoie a respiração da criança enquanto sob anestesia. Os agentes anestésicos inalados entregues através do tubo e/ou medicamentos administrados por via intravenosa mantêm a anestesia. O tubo é removido no final da cirurgia antes que a criança esteja completamente acordada. O acesso venoso pode ser removido no período de recuperação quando a criança está bem acordada, ingerindo líquidos e sem náuseas.

O “sono” anestésico é diferente do sono normal?

O “sono” anestésico é bastante diferente do sono normal porque os medicamentos afetam todos os órgãos do corpo. Alcançar e manter o efeito desejado requer monitoramento e ajuste contínuos. O anestesista tem a experiência e o conhecimento para decidir quais os agentes são melhores para seu filho e para administrá-los de maneira segura.

Como você deve preparar uma criança para uma cirurgia?

Se o seu filho tiver idade suficiente para entender por que ele ou ela está operando, é importante fornecer uma explicação para que estejam confortáveis com a decisão. Se a criança é muito pequena, então estar calmo e alegre pode ajudar. Se você tiver alguma dúvida, pergunte a qualquer membro da equipe do hospital. A equipe, enfermeiras e médicos tentarão tornar a experiência cirúrgica mais positiva possível.

É necessário um exame médico para crianças antes da anestesia geral?

Sim. Antes da cirurgia, uma história médica e exame físico é realizado para garantir que seu filho seja suficientemente saudável para sofrer anestesia e ter qualquer cirurgia planejada. Isso provavelmente será feito pelo médico de atenção primária da criança, o anestesista e/ou oftalmologista.

O que uma criança pode comer ou beber antes da anestesia geral?

Os pacientes que serão submetidos a anestesia geral não devem comer nem beber nada durante um certo período de tempo antes da cirurgia ser realizada. Este período de tempo pode ser 4-8 horas, dependendo da idade do paciente e do tipo de alimento ou líquido. Os requisitos específicos para seu filho serão dados diretamente pelo médico.

Ter um estômago completamente vazio ajuda a evitar a aspiração pulmonar. A aspiração pulmonar ocorre quando o conteúdo do estômago é respirado nos pulmões e pode causar complicações graves. O jejum pode ser difícil para qualquer um, especialmente crianças, mas lembre-se de que é feito para a segurança da criança.

A equipe médica lhe dará instruções específicas sobre a hora em que seu filho deve parar de comer e beber. Siga-os exatamente como recomendado para evitar atrasos ou cancelamento do procedimento.

Um sedativo pode ser dado para acalmar uma criança antes de entrar em cirurgia?

Dependendo da cirurgia, isso pode ser feito. Muitos anestesistas darão um sedativo líquido antes da cirurgia para ajudar a aliviar qualquer apreensão. O sedativo conforta e reduz a ansiedade à medida que se deslocam para a sala de operações e ajuda a esquecer os eventos imediatamente associados à sua cirurgia.

A anestesia geral não é perigosa?

Os pacientes são amplamente monitorados pelo anestesista enquanto estão dormindo. As reações graves à anestesia são extremamente raras. Todas as precauções são tomadas para garantir a segurança da criança enquanto está dormindo.

Os pais podem estar com a criança enquanto a anestesia é administrada?

Cada centro cirúrgico terá suas próprias políticas sobre os pais estarem com a criança durante o tempo em que vai dormir na sala de operações ou acordar na sala de recuperação. Pergunte ao seu médico sobre políticas específicas de cada local.

O que acontece durante a recuperação da anestesia geral após a cirurgia?

Uma vez concluída a cirurgia, o anestesista começará a acordar o paciente. Isso pode levar alguns minutos ou mais. Uma vez que é seguro fazê-lo, o tubo é removido e a respiração normal retoma. A criança é então transferida da sala de operação para a sala de recuperação e durante a próxima hora continuará a despertar gradualmente. Durante esse período, as crianças geralmente estão tontas, irritadas e confusas. Eles receberão cuidados constantes de suporte da equipe da sala de recuperação, que também estão monitorando a frequência cardíaca, pressão arterial, nível de dor e respiração. Durante as próximas horas, a criança ainda terá sono, às vezes irritação e poderá sofrer uma menor tolerância ao desconforto ou à dor. O uso de medicamentos para dor leve são úteis quando necessário. A maioria das crianças volta para as atividades normais no dia seguinte. Ocasionalmente, a criança dormirá por horas após um procedimento, especialmente após uma longa cirurgia ou se são necessárias medicações para dor.

Quais são os efeitos colaterais da anestesia?

As crianças podem estar nauseadas ou vomitam após cirurgia ocular, particularmente cirurgia de estrabismo. Embora a náusea possa durar horas, raramente é grave. Tudo o que é possível deve ser feito para tranquilizar a criança e deixá-la confortável. A medicação às vezes é útil.

Quais são os riscos da anestesia?

Complicações graves de anestesia, como danos cerebrais ou morte, são excepcionalmente raras. Em geral, crianças saudáveis toleram a anestesia tão bem como os adultos.

Sempre que possível, a cirurgia ocular eletiva deve ser evitada quando a criança estiver doente. Anestesistas e cirurgiões devem ser informados sobre todas as condições médicas e todos os medicamentos que a criança está tomando. Eles também devem ser informados de quaisquer problemas anestésicos que a criança ou qualquer parente de sangue tenha experimentado, pois existem algumas condições hereditárias raras, que estão associadas a um risco maior.

Embora a cirurgia ocular seja geralmente bastante rotineira, as crianças são amplamente monitoradas pelo anestesista enquanto estão dormindo. As reações graves à anestesia são extremamente raras. Por favor, discuta todas as suas perguntas com o anestesista do seu filho antes da cirurgia.

Resumo

A anestesia para crianças geralmente é segura. As complicações podem ser minimizadas evitando alimentos e bebidas antes da anestesia geral e adiando a cirurgia eletiva se a criança estiver doente. A anestesia moderna permite que cirurgia ou exames sejam realizados sem dor ou ansiedade.

Saiba mais sobre a saúde da visão aqui.